Colaboradora: Dra. CLÁUDIA ROCHELE WICKERT

Não há quem goste de conviver com o odor desagradável do mau hálito, que 90% das causas começam na boca. Veja as outras principais causas:

– Jejum prolongado.

– Dietas inadequadas, alimentação em excesso de alho, cebola, café, gorduras e frituras, cigarro e bebida alcoólica.

– Uso de remédios que induzem à baixa produção de saliva, como antidepressivos, medicamentos contra diabetes, problemas cardíacos e remédios para dormir.

– Sessões de radioterapia, por conta da incidência de câncer de boca, e quimioterapia.

– Doenças provocadas pela falta de higienização, como gengivite e cáries, além de outros distúrbios, como diabetes, problemas no fígado, prisão de ventre e problemas renais.

Para prevenir e tratar a halitose, aí vai algumas dicas:

É fundamental que as pessoas visitem o dentista regularmente para evitar as doenças na boca.

Fazer uma boa higiene dos dentes, gengiva, prótese dental e língua.

Não ficar sem comer por muito tempo.

Tomar bastante água e fazer uma dieta rica em fibras, com alimentos como verduras, carnes e frutas.

Algumas pessoas podem ser resistentes a procurar um tratamento, mas é uma questão de cuidar da saúde como um todo e evitar constrangimentos sociais, afetivos e profissionais. É sempre gostoso ter alguém do seu lado com hálito agradável e sorriso bonito. Isso torna a pessoa até mais simpática.

Dra. Cláudia Rochele Wickert
Cirurgiã-Dentista   CRO/RS 7501