O leite materno é o alimento ideal para o recém-nascido; e o seio da mãe, a forma perfeita para o bebê ter uma boa dentição. Os movimentos e a força de sucção que o bebê faz ao mamar no peito fortalecem os músculos faciais. É com essa “musculação” que seu filho, além de ganhar aquelas bochechas irresistíveis, vai ajudar no desenvolvimento dos ossos da mandíbula e da face.

Todo bebê, ao nascer, tem a mandíbula bem pequena e voltada para trás. Para poder sugar o leite da mãe, ele terá de posicionar a língua e a boquinha de tal forma que, aos poucos, a mandíbula chegará a uma posição mais anterior. É por isso que amamentar o bebê no seio durante os primeiros 6 meses de vida ajuda a garantir, mais tarde, uma boa mastigação e a deglutição correta dos alimentos.

Isso não significa que a impossibilidade de amamentar no seio prejudique a futura arcada dentária de seu filho. São necessários alguns cuidados básicos para a mamadeira não atrapalhar no bom desenvolvimento da dentição.

Em caso de dúvidas quanto ao desenvolvimento da dentição procure o cirurgião-dentista.

 

Dr. Ronaldo Monzo

Cirurgião-dentista

CRO-RS 4610

 

Este artigo é de responsabilidade do autor