Os avanços da Medicina têm beneficiado pacientes de todas as idades, principalmente no que diz respeito à qualidade de vida e longevidade. Com isso, diversos medicamentos têm sido introduzidos ao cotidiano para que doenças ou alterações sistêmicas sejam minimizadas, colaborando com o bem estar do indivíduo.

Ao mesmo tempo, o dentista, na sua prática diária, encontra pacientes que necessitam de cuidados especiais e utilizam medicamentos para combater alguma patologia. Alguns deles podem interferir em processos inflamatórios ou infecciosos, na qualidade da saliva, no sabor de alimentos, etc.

Todos os medicamentos de uso diário devem ser relatados ao dentista durante o momento da consulta, para que o profissional fique ciente de possíveis cuidados ou consequências para o tratamento.

Em contrapartida, talvez pela facilidade de acesso ou até mesmo guiados pelo senso comum, paciente buscam alternativas (na grande maioria das vezes equivocadas) para se auto medicarem. E as consequências disso podem não ser as desejadas. Tratamentos devem ser prescritos pelo médico ou dentista, responsáveis por um correto diagnóstico.

 

Dra. Fabiana C. Noal Granzotto

Especialista em endodontia e estomatologia

CRO-RS 12820