teste_da_linguinha

Odontologia e fonoaudiologia se unem para melhorar a qualidade de vida dos bebês.

A realização do teste da linguinha é de extrema importância para o desenvolvimento da criança. Através dele são detectadas alterações na língua que podem acarretar problemas de fala e  deglutição.

É comum as mamães se culparem quando a amamentação não acontece adequadamente, e a introdução da mamadeira e o desmame no peito ocorrem antes do tempo ideal. Muitas vezes o problema está relacionado à má formação da língua do bebê, popularmente chamado de “língua presa”, e esta anomalia passa desapercebida pelas mamães.

Como é feito o Teste da Linguinha?

O exame é simples e rápido. Consiste em verificar se existe alteração no freio que prende a parte inferior da língua enquanto o bebê está mamando. O profissional avalia a anatomia, a força de sucção, os batimentos cardíacos, a respiração e a saturação de oxigênio.

Dói?

O teste da linguinha não dói, assim como não dói o procedimento para a correção desta alteração, quando este se fizer necessário. O ideal é que esta correção seja realizada por um cirurgião-dentista qualificado logo nos primeiros dias de vida.

Quando fazer o teste?

Preferencialmente na maternidade, assim como o teste do pezinho e da orelhinha. O teste da linguinha deve ser realizado por um fonoaudiólogo qualificado, e os pais, desde 20 de junho de 2014, tem o direito de ter um documento que comprove que o teste foi realizado e que o seu filho tem ou não a alteração.

Fique atento a linguinha do seu bebê!

 

Dra. Steffani Keller

Cirurgiã-Dentista CRO/RS 21490

Dra. Geneci F. Keller

Fonoaudióloga CRFa 8414

 

Este artigo é de responsabilidade do autor