Isso é uma afirmação. A cavidade nasal é formada por 13 ossos, sendo que 11 destes fazem parte dos ossos que formam a face. Isso mostra o quanto é importante ter a função respiratória adequada durante a fase de crescimento e desenvolvimento da criança.

Quando a criança respira pelo nariz, a cavidade nasal terá um desenvolvimento normal. Quando a criança não usa o nariz e respira a maior parte do tempo pela boca, a cavidade nasal apresentará uma deficiência.

Os estados da região sul do Brasil possuem a maior incidência de problemas respiratórios em crianças, o que leva à necessidade de estarmos atentos à respiração.

A respiração bucal durante a fase de desenvolvimento leva a um comprometimento importante do maxilar superior, osso que contém os dentes superiores. Ocorre uma deficiência em sua largura, chamada de “atresia de maxila”, que tem como consequência a falta de espaço para o posicionamento dos dentes anteriores.

Quando a deficiência na largura do osso maxilar é precocemente diagnosticada pode ser corrigida através de um tratamento ortopédico em curto período de tempo. Após o término do desenvolvimento da face, a partir dos 16 anos, o tratamento ortopédico necessita ser combinado com uma cirurgia, caso contrário não será eficiente.

Observe a respiração de seu filho, se ele respira frequentemente pela boca procure um especialista para uma avaliação dos ossos da face e, caso tenha algum comprometimento, peça orientação quanto ao período ideal para o tratamento. Quanto antes tratar, melhor será o que ainda resta de desenvolvimento.

 

Dra. Carla Monica Zardo

Especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial pela USP

CRO/RS 7597